Sucesso no Leilão da ANM

Atualizado: Mar 31





Com 2.000 áreas arrematadas e R$165 milhões arrecadados em lances, o segundo leilão da ANM cumpriu o que era esperado e deverá contribuir para o aquecimento da exploração mineral no Brasil.


Os dados divulgados hoje pela ANM foram sem dúvidas surpreendentes e aproveitamos para destacar algumas curiosidades:


· Apenas 20 áreas somaram um total de lances no valor de R$ 93 milhões, o que representa 2/3 do total arrecadado;

· O maior lance foi oferecido pela Usiminas, no valor de R$ 50 milhões;

· Minas Gerais, em apenas 3 áreas, arrecadou o valor de R$ 52 milhões;

· Goiás, em 9 áreas, arrecadou um total de R$ 30 milhões;

· Pará, em 2 áreas, arrecadou R$ 2 milhões;


Das 2.400 áreas levadas a leilão, 2.000 foram arrematadas, sendo os estados que mais atraíram interessados (lances) os seguintes:

1) Bahia - 406

2) Minas Gerais - 389

3) Goiás - 226

4) Tocantins - 167

5) Mato Grosso - 160


Não temos dúvidas de que os resultados acima demonstram que as quase 50.000 áreas ainda a serem disponibilizadas certamente serão objeto de interesse de grupos nacionais e estrangeiros.


Como já noticiado, a terceira rodada deve ocorrer já em abril e espera-se que todo o estoque seja oferecido entre 2021 e 2022.